Cadastre-se

Projeto Pedagógico e Inovação Emancipatória

Todo projeto pedagógico é fundamentalmente político. O projeto pedagógico indica a direção, a orientação, o caminho da escola e possui uma intencionalidade significadora. O Projeto Político-Pedagógico construído de maneira participativa é a passagem mais acertada para reinventar a escola, ressignificando suas finalidades e objetivos. Quando trabalhamos de forma participativa descrevemos a caminhada coletiva, estabelecendo o identificador comum, expressando o anseio e o comprometimento da comunidade.

Projeto é um conjunto articulado de metas e ações elencadas, previstas, planejadas, operacionalizadas e avaliadas, sempre visando objetivos que se pretende alcançar. O Projeto Político Pedagógico é procedimento de trabalho coletivo da escola, experenciado por todos os envolvidos no fazer educativo escolar, de modo reflexivo, consciente, sistematizado, orgânico, científico, subsidiando a coordenação do trabalho pedagógico.
O projeto político-pedagógico da escola tem como finalidade elaborar princípios, diretrizes e escolha das ações para melhor organizar, orientar e operacionalizar as atividades desenvolvidas pela escola como um todo, com alcance político-pedagógico no sentido de construção participativa não só dos diferentes setores escolares como também da comunidade onde a escola está sediada.

A construção do projeto político-pedagógico deve conduzir e propiciar a articulação com a comunidade onde está inserida, e também à sociedade como um todo, resgatando a realidade social, política, econômica e cultural e os saberes adquiridos no cotidiano dessa comunidade.Em um projeto político-pedagógico de democratização, a escola tem o papel fundamental de possibilitar a experiência de aprendizado inclusivo, entre os diferentes grupos no que se refere a gênero, raça e classes sociais, que podem ser contestadas, para não se reproduzir a exclusão social.

Esse projeto é considerado o eixo articulador da escola, responsável pela orientação das ações internas e externas da escola. O papel político pedagógico da escola dentro da sociedade capitalista reconhece a educação como um ato político intencional, pois reforça o padrão de sociedade dentro do ambiente escolar, buscando a ideologia, a cultura e os saberes dos grupos que constituem a classe dominante, e também vinculando a articulação da escola com a sociedade e seu projeto político como uma prática social de educação.

Devemos, no entanto, ter consciência que a instituição educativa não é apenas reprodutora das analogias sociais e valores dominantes, deve funcionar também como uma entidade de reflexões e de inovações, produzindo aberturas para enfrentar o trabalho fragmentado. Há que se pensar na perspectiva da inovação emancipatória, tanto na forma de estabelecer o processo de trabalho pedagógico, como na unicidade da teoria e da prática, culminando na gestão democrática. Levando em conta que é através da inovação emancipatória que se viabiliza o projeto de modo real como articulador da reflexão e da ação da escola, registrando os resultados do processo reflexivo e as decisões tomadas,formalizadas na postura coletiva de intenções, onde todos tenham direito a voz e a eficaz participação social.
Ref: ROSSA, Leandro. Projeto Político-Pedagógico: uma construção coletiva, inclusiva e solidária.

Autora: Amelia Hamze
Educadora
Profª UNIFEB/CETEC e FISO - Barretos

Trabalho Docente - Educador - Brasil Escola

Brasil Escola nas Redes Sociais