Cadastre-se

Leonardo da Vinci e o Homem Vitruviano

Leonardo da Vinci nasceu em Vinci, aldeia perto de Florença na Itália, em 15 de abril de 1452, filho do tabelião Piero com a jovem Catarina. Um dos maiores gênios de todos os tempos, principal personalidade da renascença foi um mestre da pintura com apenas poucas telas, sendo que os únicos quadros que lhe podem ser destinados com toda exclusividade são: a Mona Lisa (o mais reproduzido na história da arte) e A Ceia ou O Cenáculo (nenhum episódio sacro havia sido apresentado tão próximo e tão real) .

Foi, além de mestre da pintura, arquiteto, mecânico, urbanista, engenheiro, químico, escultor, botânico, geólogo, cartógrafo, físico; precursor da aviação, da balística, da hidráulica; inventor do escafandro, pára-quedas, isqueiro, pintor. Leonardo da Vinci foi o talento mais versátil da Itália do Renascimento. Aos 16anos já desenhava e pintava, e foi para Florença (naquela época, cidade de grande prestígio e de muitas glorias) para trabalhar no ateliê de Andrea del Verrocchio. De cabelos louros, olhos azuis, nariz aquilino, de uma incomparável beleza física, Leonardo teria sido o modelo para o Davi, de Verrocchio. Sendo que, pelo que tudo indica, Verrocchio exerceu sobre Leonardo intensa influência, embora pequena no campo artístico, bastante acentuada no universo intelectual.

Aos 30 anos, em 1482, segue para Milão, deixando incompletas duas obras de pintura: Adoração dos Magos e São Jerônimo, em Florença. Ao que tudo encaminha as pesquisas feitas, um dos pastores da Adoração é o seu auto-retrato aos 22 anos. Porém encanta os críticos as suas pinturas inacabadas, pois ao contemplá-las vêem a obra de arte no ato da sua criação. Em Milão , como urbanista, fez um projeto completo para a cidade, eliminando muros, alinhando ruas, prevendo esgotos, vias de dois pavimentos em que os pedestres andariam por cima, deixando a pista embaixo livre para veículos. As casas seriam amplas e ventiladas, e haveria enormes praças e jardins públicos. O quadro A Virgem dos Rochedos é dessa época, sendo a primeira criação de Leonardo conhecida, existindo duas versões dessa obra, uma no Museu do Louvre e a outra, possivelmente posterior, na Galeria Nacional de Londres. Para Leonardo da Vinci nos vulcões está a residência da vida, o oceano em torno dos mares é um lago de sangue em volta do coração. O Homem Vitruviano ( 1492), desenho de Leonardo, das proporções da forma humana, baseia-se em uma célebre passagem do arquiteto romano Vitruvius, em que ele expõe como a figura humana deitada de barriga para cima com as mãos e pernas abertas poderia ser rodeada tendo o umbigo como centro do círculo. Ele aconselha ainda que a figura pode também estar contida precisamente dentro de um quadrado. A cabeça é avaliada como sendo um décimo da altura total.

Na obra de arte A Ceia ou O Cenáculo (que foi uma criação de três anos de trabalho, de 1495 a 1497), Leonardo cristaliza na tela o momento em que Cristo anuncia haver um traidor entre os presentes. Foi executada numa parede do Convento de Santa Maria delle Grazie, em Milão, com mais de 9 metros de comprimento e 4 metros e 20 centímetros de altura. Essas criações estão em Milão, no Louvre, em Windsor, na Academia de Veneza e na Albertina de Viena. Mais tarde, Francesco del Giocondo, um rico florentino, encomendou a Leonardo um retrato de sua mulher, Mona Lisa. Porém em quatro anos a obra de arte não estava terminada. Existe, aí o grande questionamento: quem é a dama do quadro? A mulher de Giocondo? O retrato de uma jovem de 26 anos? Ou o atraente sorriso é de um jovem, travestido? Existe uma qualidade luminosa subjacente quase sombria, tanto no retrato quanto na paisagem que compõe o fundo, que revela ao mesmo tempo em que esconde. Mona Lisa del Giocondo se tornou o quadro mais célebre da pintura ocidental, sem sombra de dúvida. Hoje está no Louvre, como principal atração turística. Em 1503, foi convidado a criar “Santana Virgem e o Menino”, e só em 1510 deu por terminado, ainda assim sem alguns pormenores. Em 1516 deixa definitivamente a Itália. No mês de abril de 1519 ficou acamado, tendo em sua volta três quadros: a Mona Lisa del Giocondo; Santana, a Virgem e o Menino e o São João Batista, que possivelmente pintou em Roma como sua última obra. Leonardo estudou intensamente a anatomia humana e foi incriminado de dissecar cadáveres para estudar e descobrir o modo como tínhamos sido concebidos por Deus (dissecou mais de trinta cadáveres, explorando os segredos do corpo humano; foi um dos primeiros a se aprofundar nos mistérios do crescimento da criança no ventre materno) . Era uma ação criminosa no período. Apesar de ser proibido de fazer isso, os seus registros persistem até hoje e mostram uma rigorosidade que impressiona e que só foi aceitável porque o artista era também um homem observador, característica própria de um cientista, através do uso de um talento inegável. É dele a célebre frase: "O conhecimento torna a alma jovem e diminui a amargura da velhice. Colhe, pois, a sabedoria. Armazena suavidade para o amanhã".

Em 2 de maio de 1519, Leonardo morreu em Cloux.
Ref: Gênios da Pintura

Autora: Amelia Hamze
Educadora
Profª UNIFEB/CETEC e FISO - Barretos

Trabalho Docente - Educador - Brasil Escola

  • terça-feira | 21/09/2010 | Dalila Varino

    Adorei. Vou indicar aos meus alunos.

  • terça-feira | 22/09/2009 | juli

    muito bom me ajudou muito para o meu trabalho

Brasil Escola nas Redes Sociais