Cadastre-se

O educador criativo busca nos percursos

O educador criativo surpreende seus educandos, ensina-os a pensar, procura usar as vivências, competências e habilidades dos mesmos em suas aulas, dá identidade e personalidade a cada turma. No exercício da criatividade o profissional criativo pratica a arte de perguntar e usa a arte de ouvir para melhor conhecer os educandos. Jamais pensa que sabe tudo, ou que é o dono do saber, pois reconhece que a mente deve ficar aberta para novas aquisições de conhecimentos.

Esse educador distingue que a arte e o exercício da criatividade envolve o hábito sedutor de estabelecer um novo estilo, constituindo um marketing pessoal, buscando não apenas ser o melhor, mas estabelecendo a “diferença”. Tem em mente que a comunicação, até mesmo dentro da sala de aula é um dos fatos mais difíceis e complexos que existem nas interações humanas. Identifica que a fala, as expressões corporais, a maneira de olhar, o calar e o ouvir e mesmo o modo de se vestir também são formas fundamentais de se comunicar. Entende, antes de qualquer coisa que deve buscar envolver a atenção do educando, aproveitando todas as formas que a comunicação oferece.
Um estudo realizado na Universidade da Califórnia em Los Angeles mostra que o impacto de uma aula é feito de: 55% estímulos visuais (como você se parece, anda e gesticula); 39% estímulos vocais (como você fala, sua entonação e timbre) e 7% apenas de conteúdo verbal (tema sobre o qual você fala).

O profissional criativo tem metas de qualidade claramente definidas e nível de decisão adequado. Usa o afeto e a emoção, estimulando os discentes a aprender. Esse professor busca ser um adequado comunicador. “... é pela comunicação que nos relacionamos com a vida: família, amigos, esportes, lazer... Tudo depende da comunicação. Quando nos comunicamos bem, podemos criar o mundo do modo como desejamos que ele seja”.( Dr. Lair Ribeiro)

O professor criativo possui capacidade de trabalhar em grupo, de improvisar, de adequação à metodologia da escola, de administrar o tempo e cumprir cronogramas, de fazer inovações, de buscar novos percursos.
Entende que a criatividade está no “pedir” e não no “exigir”. Ao solicitar, colocamos o sujeito no papel de colaborador, de componente de uma equipe. Sabe que, o educador ao exercer a criatividade busca novas alternativas de ação, novos encantos mais apropriados para motivar o educando.

Como profissional criativo, o professor torna-se carismático e gera um encantamento nos discentes, ao procurar interagir com os meios de comunicação e valorizar a opinião dos educandos. O professor criativo fica sempre conectado com as novidades que aparecem, pois sua profissão é dinâmica. As transformações aconselham a não ficar parado no tempo. A busca pela criatividade é um desafio. No mundo atual procura-se não o mais inteligente, mas aquele que faz acontecer de maneira diferente e criativa.
Ref: A magia da comunicação-Lair Ribeiro

Autora: Amelia Hamze
Educadora
Profª UNIFEB/CETEC e FISO - Barretos

Trabalho Docente - Educador - Brasil Escola

  • quinta-feira | 03/12/2009 | junior

    Seria de muita importancia sem vcs colocassem o ano da publicação!

Brasil Escola nas Redes Sociais