Cadastre-se

Brainstorming como Exercício de Criatividade

O brainstorming elaborado pelo publicitário Alex Osborn, nos anos 40, é a mais conhecida técnica de geração de idéias. É muito eficaz quando se leva em conta a criatividade. Poderíamos considerá-lo como sendo “tempestade cerebral ou tempestade de idéias", tendo como função principal a liberação da imaginação e a criatividade para a produção de idéias. Um dos objetivos do Brainstorming é a solução de problemas. É um modo dinâmico para se originar muitas idéias e então definir qual é a melhor para se resolver um determinado problema. Brainstorming é uma técnica muito hábil para ser usada em grupos de pessoas em um ambiente calmo e descontraído. Quando os participantes se sentirem à vontade, eles usarão mais suas mentes e então produzirão idéias mais criativas para solucionar um problema específico. Brainstorming é essencialmente um "exercício de criatividade”.

Quando reunimos um grupo de pessoas para procurar idéias ou para resolver um problema específico, já devemos determinar o objetivo. Precisamos ter em mente uma imagem ou uma idéia de onde queremos chegar. Se não, não chegaremos a lugar nenhum. É necessário que haja liberdade para pensar; prazer de pensar; vontade de pensar. Sem proporcionar o ambiente da liberdade, o ambiente do prazer e o ambiente criado pela vontade, não há como (re) significar os pensamentos para ter uma nova idéia. Não há nada de novo no mundo; há apenas novas significações.

Para realizar um brainstorming, precisamos definir preliminarmente: o objetivo específico (definir previamente um único ponto a ser abordado); a lista de convidados (pessoas envolvidas espontaneamente com o problema); quem será o moderador (sujeito que vai conduzir a reunião). O Brainstorming pode ocorrer de duas maneiras: estruturado onde as pessoas se exprimem de acordo com uma ordem preestabelecida, todos têm oportunidades iguais para se manifestar. Sua vantagem é dar chance de participação para todos. Brainstorming não estruturado, onde as pessoas podem divulgar suas idéias à medida que elas vão acontecendo, sem necessidade de esperar a sua vez. Sua vantagem é criar uma atmosfera descontraída e facilitar o fluxo de idéias, mas há o perigo da participação ser monopolizada somente por alguns indivíduos, cabe ao moderador estimular a participação de todos os participantes.

Em uma técnica de brainstorming deve haver registro das idéias de todas as pessoas que participam do grupo, sem críticas ou julgamentos. Uma sessão de brainstorming pode durar desde alguns minutos até várias horas, de acordo com o número de pessoas envolvidas e o grau de dificuldade do tema. O brainstorming é de fato um momento específico, onde se valoriza o bom senso, os acertos, as boas alegações. No brainstorming, o que tem sentido é a ousadia, a disposição para colaborar, as argumentações. Busca-se localizar a variedade de opiniões e idéias, sendo uma técnica complexa de ser empregada, pois está mais situada na habilidade e vontade das pessoas, do que em soluções gráficas ou matemáticas. Devemos lembrar que um problema é um resultado indesejável de um trabalho, ou a diferença entre um resultado alcançado e a meta proposta. Na escola podemos utilizar a técnica de brainstorming para solucionar problemas da baixa taxa de aprovação ou da alta taxa de abandono dos alunos. Gostaria de ressaltar que minha intenção não é esgotar as possibilidades, mas sim incitar a aplicação da técnica.

Dados pesquisados em: MASSARANI, MARCELO & MATTOS, FERNANDO C. “Técnicas do Brainstorming".

Amélia Hamze
profª da FEB/CETEC
FISO, ISEB.
ahamze@uol.com.br

Trabalho Docente - Educador - Brasil Escola

  • sábado | 03/09/2011 | Julio Oliveira

    Muito bom artigo!

Brasil Escola nas Redes Sociais