Cadastre-se

A Responsabilidade Social Empresarial

A Responsabilidade Social Empresarial e Desenvolvimento Sustentável

A França foi a primeira nação a tornar imprescindível a prestação de contas dos investimentos sociais das empresas, com um número de acima trezentos (300) funcionários. Dessa forma, estava assentado o marco referencial de início das empresas no universo como parceiras na responsabilidade social.

O conceito de Responsabilidade Social Empresarial foi utilizado no Conselho Empresarial Mundial para o Desenvolvimento Sustentável em 1998, estabelecendo que “se trata de comprometimento permanente dos empresários de adotar um comportamento ético e contribuir para o desenvolvimento econômico, melhorando simultaneamente, a qualidade de vida de seus empregados e de suas famílias, da comunidade local e da sociedade como um todo”. São ressaltadas nesse momento, a seriedade da ética e a transparência nas relações com todos os seus públicos, a preservação do meio ambiente, o respeito à diversidade e a promoção da redução das desigualdades sociais.

Enfatizamos a responsabilidade social empresarial, quando questionamos a abordagem da questão da igualdade de oportunidades. Há discernimento na seleção do pessoal e nos critérios de promoção dos funcionários, há incentivo para se melhorar o nível de conhecimento dos empregados, através de capacitação continuada ou de cursos necessários ao seu aprimoramento profissional, procura-se impedir acidentes nas tarefas operacionais e intelectuais, proporciona-se um plano de saúde, realizam-se atuações preventivas, existe uma relação ética e normatizada com todos os trabalhadores da empresa? Sabemos que há muito por fazer no campo da responsabilidade social empresarial, em termos de qualidade de vida profissional e social.

Um projeto de responsabilidade social só traz conseqüências positivas para a sociedade, e para a empresa, se for realizado de forma legítima. Um programa de responsabilidade social empresarial pode desenvolver atividades criativas, tais como: incorporação dos conceitos de responsabilidade social à missão da empresa, divulgação desses conceitos entre os funcionários e prestadores de serviço, estabelecimento de princípios ambientalistas como uso de materiais reciclados e a promoção da diversidade no local de trabalho.

Nos últimos tempos, aconteceu a ampliação da Responsabilidade Social Empresarial e dos conceitos vinculados ao tema, como sustentabilidade empresarial ou cidadania empresarial. Talvez isso tenha acontecido em resposta aos novos desafios surgidos como características da globalização e do advento das tecnologias.

A Responsabilidade Social Empresarial geralmente envolve a busca de novas oportunidades como uma maneira de responder às demandas ambientais, sociais e econômicas do mercado. Dentro do conceito de Responsabilidade Social Empresarial que vem sendo incorporado pelas empresas, o público alvo deixa de ser apenas o consumidor e passa a abranger um número muito maior de pessoas e empresas. São os chamados “stakeholders”. O termo “stakeholders” foi criado para designar todas as pessoas ou empresas que, de alguma maneira, são influenciadas pelas atuações de uma organização.

O desenvolvimento sustentável, nas palavras de Roberto Guimarães, não visa apenas o crescimento econômico desenfreado, mas inaugura um novo estilo e uma nova ética, de maneira a superar o economicismo que contamina o pensamento contemporâneo sobre o processo de desenvolvimento.

A população mundial encara hoje uma enorme concentração de renda, além de problemas sociais e ambientais alarmantes. Segundo Mattar (2001), tanto a renda, quanto a informação e o conhecimento, estão absolutamente concentrados nas mãos de uma minoria. E ele ressalta que a concentração da informação acaba produzindo um aumento da concentração de renda, gerando um ciclo vicioso, ilegítimo e difícil de vencer.

As empresas tornam-se componentes fundamentais para retificar e implantar mudanças satisfatórias na sociedade e auxiliar no alinhamento das distorções que o Estado não conseguiu sozinho realizar e que possivelmente nunca realizaria se outros personagens, dentre eles a própria sociedade civil, não almejassem e buscassem um mundo econômico, social e ambientalmente sustentável. A visão do Instituto Ethos, entidade empresarial criada em 1998, é de que as empresas são influentes agentes de promoção do desenvolvimento econômico e do avanço tecnológico que estão transformando velozmente o planeta numa aldeia global. Por isso, é capital que exista uma consciência global que envolva todos em um processo de desenvolvimento que tenha como finalidade a preservação do meio ambiente e do patrimônio cultural, o acesso aos direitos humanos e a constituição de uma sociedade economicamente bem-sucedida e socialmente justa e igualitária.

Refer: INSTITUTO ETHOS DE EMPRESAS E RESPONSABILIDADE SOCIAL.
MATTAR, H., Os Novos Desafios da Responsabilidade Social Empresarial, Ethos, São Paulo, 2001.

Amélia Hamze
Profª Centro Universitário da FEB/ CETEC
ISEB/FISO
ahamze@uol.com.br

Política Educacional - Educador- Brasil Escola

 

Brasil Escola nas Redes Sociais