Cadastre-se

Professor pesquisador

Será que professor e pesquisador são profissões diferentes? Dentro da nossa cultura educacional são sim, mas se pairássemos para analisar veremos que são profissões que se cruzam, que podem perfeitamente ser trabalhadas em conjunto, tanto um professor pode ser um pesquisador como um pesquisador pode ser um professor.

Na nossa sociedade o professor é visto como aquele que coloca em prática o que diz os pesquisadores que seguem modelos clássicos, desconhecendo a prática da sala de aula.

Quando um professor é também um pesquisador (vice – versa) ele agrega ao seu currículo um forte ponto positivo, pois consegue aliar prática e teoria. São vários dentre os estudiosos que defendem a interação da prática (do professor) com a teoria (do pesquisador) dentre eles destacam-se Pedro Demo, Marli André, Zeichner. Cada um defende sua idéia a partir de um ponto de vista diferente.

Em uma visão mais tradicional o professor-pesquisador deve assumir as seguintes características:
• Um especialista em metodologia de pesquisa.
• Um grande conhecedor de estratégias.
• Um grande leitor do assunto de seu estudo.
• Uma pessoa capaz de utilizar mecanismos satisfatórios de coleta de dados.

Com uma visão menos rígida, um professor-pesquisador deve:
• Apresentar uma experiência prática sobre os mecanismos de ensino e aprendizagem.
• Ter consciência sobre problemas recorrentes em sala de aula.
• Ter poder de reflexão e questionamento.
• Ser capaz de resolver problemas.
• Expressar criatividade em suas ações.

Todo professor deve experimentar em sua aula, ou seja, fazer dela um laboratório, abrindo os olhos dos seus alunos para vários processos de aprendizado.

Por Danielle de Miranda
Graduada em Matemática
Equipe Brasil Escola

MatemáticaOrientações - Educador - Brasil Escola

Brasil Escola nas Redes Sociais