Cadastre-se

O papel do Geógrafo-educador


O papel do orientador na alfabetização geográfica.

Uma criança tem contato com o meio físico ainda bem nova, e realiza a interpretação desse mundo de acordo com o seu grau de entendimento. Com o passar do tempo ela vai se adaptando ao lugar onde habita, delimitando empiricamente o território onde vive.

O professor de Geografia tem a incumbência de orientar acerca da leitura geográfica do espaço, desse modo ele deve interferir na reflexão da construção do conhecimento. A realização de uma reflexão dialogada permite que o aluno crie o conceito de território e simultaneamente consiga considerar os elementos culturais que estão presentes no dia a dia.

O papel do Geógrafo-educador é de despertar nos alunos a importância dos aspectos sociais, de forma que o mesmo não fique limitado aos conhecimentos geográficos, pelo contrário, que use os mesmos para ampliar sua percepção acerca do mundo que o cerca.

Um dos principais objetos de estudo da Geografia é o território. Para que o aluno tenha conhecimento do significado de território é preciso conhecer as subdivisões do mesmo, como por exemplo: município, região metropolitana, Estado, região, área rural, área urbana e as relações que existem entre eles.

Outro papel que cabe quase que exclusivamente ao professor de Geografia é o ensino dos conceitos básicos das categorias da ciência (espaço, território, região, área e lugar). Isso é importante por se tratar de termos difundidos na Geografia e que difere de outras ciências, o espaço na Física, por exemplo, é diferente do espaço na Geografia e assim por diante. Os papéis citados não são os únicos que esse profissional pode desenvolver, até porque o estudo da Geografia se torna cada vez mais flexível e dinâmico.

Por Eduardo de Freitas
Graduado em Geografia
Equipe Brasil Escola

Orientações - Brasil Escola

Brasil Escola nas Redes Sociais