Cadastre-se

Identidade e Artes

Trabalhar com identidade e autonomia é fundamental nas séries iniciais da educação infantil. Porém, dar continuidade nesse trabalho ou inseri-lo em turmas de crianças que ainda não receberam essas oportunidades, também é de grande valia.

O ser humano precisa conhecer a si próprio, para conviver bem em grupo, dominar suas emoções, manter-se em equilíbrio e lidar com a diversidade.

Para todas essas descobertas, nada melhor do que um projeto de artes que consiga envolver os alunos, dando-lhes a oportunidade de desvendar suas características próprias e aprender a se valorizar.

Os conteúdos a serem ministrados poderão ser baseados em obras de arte, a fim de mostrar para os alunos um autorretrato, onde o pintor coloca suas principais características, como cor dos olhos, dos cabelos e da pele; o tamanho do cabelo, se liso ou anelado; expressão do olhar; definição da boca, se possui lábios grossos ou finos; se o nariz é grande ou pequeno; se existem marcas no rosto; a textura da pele; dentre outras.


Trabalhar com autorretrato ajuda o aluno a descobrir sua identidade

O interessante é que o docente consiga levar um material diversificado para a sala de aula, a fim de dar a oportunidade dos alunos visualizarem as diferenças físicas existentes nos mesmos.

Ampliar a forma de perceber a imagem, colocar a sensibilidade em questão, será outro trabalho que este deverá proporcionar ao grupo. Pedir para os alunos descreverem o que está por trás daquela imagem é uma forma de levá-los a perceber os aspectos emocionais do autor da obra: se estava triste ou alegre, preocupado, aflito, irritado ou se passa uma imagem de calmo, tranqüilo, se tem cara de choro ou de quem acordou naquele momento.

Após essas observações, os alunos estarão preparados para reproduzirem uma das obras apresentadas. Poderão fazer em diferentes etapas, como: um dia fazem a pintura no papel e em outra aula num papelão, momento em que receberão as instruções sobre técnicas de pintura. Por último levam a imagem para uma tela, pois dessa forma estarão mais bem preparados para apresentar bons resultados. É importante que não tenham pressa em fazer o trabalho, pois para que a pintura saia perfeita é necessário tempo e tranqüilidade.

Em outra aula, com um espelho em mãos, o professor pedirá para cada aluno fazer a sua observação e ir relatando, em voz alta, como ele se vê, quais as suas principais características físicas e de temperamento, como está se sentindo naquele momento, a fim de explorar melhor o eu de cada sujeito. Dessa forma, os alunos irão identificar as diferenças entre as pessoas e, principalmente, que estas não são somente físicas.

Depois dessas observações e descobertas, estarão prontos para fazerem o autorretrato. Poderão tirar fotos individuais, cada um na pose que preferir, revelando-as, a fim de que os estudantes tenham em mãos uma forma de se olhar durante a execução do trabalho. A partir das experiências anteriores, com certeza conseguirão ótimos resultados.

Por Jussara de Barros
Graduada em Pedagogia
Equipe Brasil Escola

Veja Mais!
Motricidade e Alfabetização
Período de alfabetização e exercícios motores

Orientações - Educador - Brasil Escola

Brasil Escola nas Redes Sociais