Cadastre-se

Decomposição dos Alimentos


Alunos pesquisam sobre o processo de decomposição dos alimentos

Quem nunca encontrou um pão mofado ou uma banana com a casca escurecida e cheia de mosquitinhos dentro de casa? Isso é normal, pois os alimentos, ao ficarem expostos ao ar livre, sofrem processo de decomposição depois de determinado tempo.

Levar essas experiências pra sala de aula é uma forma de enriquecer os conhecimentos dos alunos, além de fazer das aulas uma oportunidade para descobertas científicas, observação de fenômenos, experiências concretas, análise e reflexão. Além desses, o professor deve instigar os alunos a elaborarem hipóteses e organizarem suas ideias acerca dos processos de decomposição.

Nessa sugestão de projeto, os conteúdos devem estar voltados para a pesquisa, decomposição da matéria, observação e registros escritos.

É importante que os alunos pesquisem em casa sobre o assunto, a fim de apresentarem os materiais impressos e obterem conhecimentos prévios, que auxiliarão nas discussões de sala de aula.

Com o desenvolvimento do trabalho, os alunos irão perceber e descobrir a importância dos fungos e das bactérias para o processo de decomposição.

Nesse momento, o professor pode discutir as formas de conservação dos alimentos, que os mesmos dever ser acondicionados adequadamente depois de abertos, que alguns devem ir para a geladeira e outros para vasilhames fechados. Trabalhará de acordo com as discussões, sempre direcionando para o bom estado de conservação dos mesmos e como evitar o desperdício dos alimentos, já que muitas pessoas e crianças não têm o que comer.

Mesmo que a escola não possua um laboratório de ciências, a sala de aula pode ser tornar um ambiente favorável, desde que sejam preservados os materiais para a avaliação, nos locais dispostos. É importante explicar para faxineiros e outros professores que compartilham o espaço, pois poderão descartar os materiais, sem saber que são objetos de pesquisa e estudo.

Após as discussões sobre os estados de conservação dos alimentos, o professor poderá levar para a sala de aula um pão mofado, um tomate com bolor e uma laranja no mesmo estado. Mas, para se fazer a observação, é preciso ter outros alimentos em bom estado de conservação, a fim de que os alunos possam comparar as diferenças na cor, no cheiro e quanto ao aspecto físico dos mesmos. A escola deve fornecer o material para a pesquisa.

Explicar sobre as intoxicações alimentares é uma importante informação para os alunos, a fim de que os mesmos tenham cuidado com o prazo de validade dos produtos industrializados que consomem, como iogurtes, sucos e leite de caixinha, bolachas e bolinhos, dentre outros.

Mas é bom mostrar que alguns alimentos podem ser consumidos, pois possuem um bolor próprio para consumo, como os queijos.

Durante as investigações, é importante que um aluno faça anotações em um livro ata, para que fiquem registradas as observações feitas e as discussões desenvolvidas. O professor deve acompanhar os registros, ajudando o grupo a perceber os principais pontos a serem anotados. Após essas discussões, os alunos podem desenvolver relatórios descritivos, individuais, acerca das observações feitas.

Ao final, fazer a comparação das novas descobertas com as pesquisas feitas anteriormente, certificando de forma concreta que as mesmas são verdadeiras, além da importância de se comprovarem o processo de decomposição dos alimentos através dos estudos.

Por Jussara de Barros
Graduada em Pedagogia
Equipe Brasil Escola

Veja Mais!
PCN
Parâmetros Curriculares Nacionais

Orientações - Educador - Brasil Escola

Brasil Escola nas Redes Sociais