Cadastre-se

Fotografia na Sala de Aula


A fotografia é um excelente recurso didático para envolver os alunos

As fotografias podem se tornar um recurso didático de alta eficiência, principalmente através das modernidades que circulam pelas salas de aula, como os aparelhos celulares.

Segundo pesquisas do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a quantidade de estudantes que portam aparelhos celulares chega a atingir a média de 36%, sendo que nas regiões metropolitanas esse número é ainda maior.

Sendo assim, ao invés de proibir o uso dos aparelhos, porque não criar um projeto de trabalho que vise o aproveitamento de recursos tecnológicos, através das fotografias? Sem sombra de dúvida, essa atividade proporcionará grande entusiasmo nos alunos e as aulas se tornarão muito mais atrativas para os mesmos, além de fazer do trabalho docente uma mola propulsora para o aprender.

O desenvolvimento do trabalho irá envolver aspectos da interdisciplinaridade, através da história da fotografia, conceitos básicos de óptica e semiótica, discussões acerca das pesquisas, relatórios descritivos do andamento do projeto, registro em ata das aulas, dentre várias outras formas de se envolver o grupo.

O primeiro passo é conversar sobre a ideia de se trabalhar com o uso de celulares, exclusivamente para fotografias e vídeos, propondo pesquisas sobre o tema.

Fazer um roteiro das datas e das atividades que serão desenvolvidas nas mesmas é uma forma de ajudar os alunos a se situarem no tempo, a fim de prepararem os materiais necessários para o desenvolvimento do projeto.

Ao início podem discutir sobre a história da fotografia e do cinema mudo, criando momentos em que a turma assista a um filme antigo, como os de Charlie Chaplin. Cabe, após esse momento, a análise de fotos em preto e branco, comparando-as às coloridas.

Numa outra ocasião, em sala, discutirão sobre o site de vídeo mais popularmente conhecido, fazendo análises de filmes montados a partir de imagens.

Cada aluno deverá pesquisar e montar uma linha do tempo sobre a história de sua família, adaptando cada foto a um texto explicativo da mesma. Depois de coletado o material, deverão editar um filme num programa apropriado, apresentando-o como trabalho individual.

Em seguida discutirão sobre como acontece o processo fotográfico, construindo uma câmara escura (ou pinhole), com uma caixa de papelão e papel fotográfico, bem à moda antiga. Se quiserem, poderão convidar um fotógrafo do tipo “lambe-lambe” para apresentar os recursos que utiliza para fotografar.

A partir desses conceitos e aprendizagens, formulação de ideias, novas descobertas, troca de conhecimentos e discussões, escolherão um tema para fotografar e montar um filme coletivo. Para o mesmo, cada aluno apresentará uma única foto, a fim de que a mesma componha o filme.

As fotos serão reveladas ou impressas para que os alunos organizem a série, fazendo uma prévia do filme. Com o material em mãos poderão trocar as fotos de lugar, até conseguirem montar uma estrutura de imagens que faça sentido, que deverá ser afixada no mural ou nas paredes da sala. Depois, é só partir para a edição do filme, na sequência escolhida.

Por Jussara de Barros
Graduada em Pedagogia
Equipe Brasil Escola

Veja Mais!
A Distância e os Mapas
Conceitos básicos para os alunos compreenderem os mapas

Orientações - Educador - Brasil Escola

Brasil Escola nas Redes Sociais