Cadastre-se

Dicas para lidar com o comportamento agressivo na escola

A família exerce um papel importante na formação da criança, mas o professor também tem função importante quanto a essa. Por isso, a forma com que o professor lida com os conflitos, apresentando, por exemplo, comportamentos agressivos, poderá levar o aluno a repeti-los. A escola por sua vez, sendo um lugar que instrui, não deve tolerar a agressividade excessiva.

Uma postura positiva que o professor poderá adotar diante da conduta agressiva do aluno é a de se aproximar dele, assim estará oferecendo-o a possibilidade de falar sobre seus sentimentos e até mesmo sobre seus atos. Outra medida que também funciona é o teatro de bonecos, representando conflitos do cotidiano da criança. A relação escola-família é de suma importância. Ao conversar com os pais, o professor pode iniciar destacando primeiramente as qualidades do aluno.

Algumas dicas para trabalhar o bom convívio do grupo são: Orientar os alunos a informar quanto à ocorrência de qualquer comportamento agressivo; não estimular a criança a revidar atitudes agressivas com atos violentos; Dialogar com as crianças sobre as noções de certo e errado; proporcionar brincadeiras onde há contato físico.

Por Patrícia Lopes
Equipe Brasil Escola

Orientação Escolar - Educador - Brasil Escola

  • quarta-feira | 25/02/2015 | Diana

    O Senhor o que a gente faz com essa gente que não vive a realidade das escolas na pele?

  • segunda-feira | 15/09/2014 | Aly Carlitos

    muito interessante a sua analise e dicas, pude colher alguns pontos fundamentais para a minha pesquisa, Obrigado

  • terça-feira | 09/09/2014 | Juliana

    Gente estou perplexa agora mesmo um aluno bateu na cara do professor, como devemos agir nessa situação, além de chamar os pais e conversar? me ajudem ai pois sou Diretora da escola e ainda não tinha passado por tal situação.

  • domingo | 23/02/2014 | ivanize alves

    olha eu estou muito preocupada com um comportamento de um aluno ele é uma criança muito agressivo ele não pode ficar um só minuto setado que ele se levanta e avança em cima das meninas e aperta as bochechas e puxa os cabelos e não sei mais o que fazer ele não obedece ele não fica de castigo digo na cadeirinha do pensar na ele tem 3 anos. isso todos dias.

Brasil Escola nas Redes Sociais