Cadastre-se

A Criança e a Leitura

Proporcionar a uma criança que ela crie o hábito da leitura é uma tarefa que deve envolver também o hábito daqueles que com ela convive. O universo infantil é cheio de faz-de-conta e a criança sempre leva para o imaginário seu mundo real. Daí a importância de que desde pequenas sejam estimuladas a amarem os livros como forma de incentivar seu potencial criativo.

Nesse processo é de suma importância que os primeiros livros sejam aqueles mais resistentes, para que a criança possa explorá-los de todas as formas que tiver interesse. Comumente vemos pais chamando a atenção dos pequenos para que não façam mau uso dos livros, como riscar, amassar ou rasgar. Mas como a criança irá gostar de um material e se vincular a ele se não puder mantê-lo próximo ou utilizá-lo naquilo que gera prazer, com coisas que já consegue fazer?

Para que a criança sinta-se envolvida pelos livros é importante que possa manifestar suas vontades diante dos mesmos, podendo escrever em suas páginas a história da forma como ela mesma imagina, com rabiscos ou desenhos, que mesmo não tendo significado para o adulto o tem para a criança. Aos poucos o pequeno vai internalizando os conceitos da história além de abrir-lhe a possibilidade de recontá-la do seu jeitinho, de acordo com a sua idade e capacidade, levando-a ao enriquecimento da imaginação, da criatividade e da linguagem. 


O fascínio da leitura leva à concentração

É importante também que a criança se torne um bom ouvinte, que ela tenha condições de participar de momentos de narração de histórias, seja pelos pais, pessoas envolvidas em seu processo educativo ou ainda em livrarias, shoppings, teatros, etc. Mas nesse caso, é primordial que o contador já conheça a história, para que não faça a leitura corrida da mesma, de forma fria e sem atrativos, mas que a conte como se estivesse conversando com a criança e com os personagens, criando um fascínio por aquele que a ouve.

Hoje já existem edições de livros que vem com várias formas ativas de participação e envolvimento tanto do leitor como do ouvinte. São livros cheios de estímulos sonoros e mesmo visuais, como figuras tridimensionais, fantoches, sons das vozes dos personagens ou músicas da própria história.

Ensinar os pequenos a amar os livros não é difícil, pois existe um encanto que as histórias sempre transmitem. Aliás, a história por si só, os personagens juntamente com o imaginário de cada um nos conduz a outros lugares, a outras sensações, o que acontece também com a criança. E a partir dessas prazerosas sensações, o desejo de sempre querer mais.

Por Jussara de Barros
Graduada em Pedagogia
Equipe Brasil Escola

Orientação Escolar - Educador - Brasil Escola

  • quinta-feira | 12/12/2013 | liliana garcia...

    Excelente! Creio que basta mais empenho de todos para que a educação seja verdadeiramente efetiva em nossas crianças.

  • terça-feira | 13/08/2013 | allyce anjos

    Eu adorei me enteressei mais estou fazendo um trabaljo sobre o fascinio da leitura (com um folder) e irei destribui-lo ele esta ficando bonito, organizado, e com sua ajuda jusara vou ganhar pontos obrigada bjs.

  • terça-feira | 12/07/2011 | robson alexsan...

    muito bem, pois e o básico para um educador envolver, o educando no lúdico do mundo infantil, assim podendo ate tendo uma facilidade de trabalhar com o mundo infantil.

  • sexta-feira | 16/01/2009 | Rosângela

    È muito bom a criança ter o hábito de ler, pois elas inventam cada coisa que os adultos ficam pensando de onde elas tiraram aquilo. É pena que livros ainda sejam tão caros, impossibilitando algumas pessoas a ter acesso.

Brasil Escola nas Redes Sociais