Cadastre-se

Relacionando a Matemática e o Cotidiano


Criando novas situações de ensino

Noções básicas naturais de Matemática são aprendidas antes mesmo do ingresso na sala de aula, situações ligadas às formas geométricas, quantidades, espaço e localização fazem parte dos momentos de qualquer criança. Parte dessa experiência é aproveitada nas séries iniciais e posteriormente no ensino fundamental.

Uma boa parte da vida escolar do jovem é centrada na sala de aula, que precisa dispor de todos os requisitos básicos, buscando aproveitar a perspectiva do aluno. O ambiente da sala precisa ser um lugar onde o aluno esteja disposto a pensar os problemas e as diferentes formas de resolução, através da criatividade própria. Nós, professores de Matemática, não podemos deixar que o ensino se torne mecânico.

Um dos grandes motivos da evasão escolar é a falta de relação existente entre os conteúdos e as situações cotidianas, pois dessa forma o aluno se torna desmotivado, não tendo interesse em estudar algo que não possui aplicação real. Devemos buscar mecanismos educacionais capazes de criar elos entre a Matemática escolar e o meio em que os jovens vivem.

É necessário que o profissional da educação utilize o raciocínio do aluno, a experiência adquirida por ele precisa ser aproveitada. O que ensinamos na escola deve despertar no aluno novos meios de solucionar problemas, compreender fatos, organizar e planejar.

As novas formas de ensino têm exigido do licenciado a reformulação de sua visão acadêmica, no intuito de aproveitar os contextos matemáticos, identificando e avaliando as estratégias criadas por parte dos alunos na busca por resultados e soluções.

Por Marcos Noé
Graduado em Matemática
Equipe Brasil Escola

Matemática - Estratégias de Ensino - Educador - Brasil Escola

Brasil Escola nas Redes Sociais