Cadastre-se

Pilhas, baterias e meio ambiente.


Embalagens de pilhas devem conter informações referentes ao descarte destas.

A contaminação do solo e lençóis freáticos são algumas consequências do descarte incorreto de pilhas e baterias usadas. Algumas dessas, compostas de metais pesados, como o chumbo, mercúrio, níquel e cádmio; são capazes de causar doenças renais, cânceres e problemas relacionados no sistema nervoso central.

Como ambientes domésticos costumam ter uma quantidade considerável desse tipo de material, é interessante desenvolver tal temática em sala de aula, a fim de estimular seus alunos e família a tomarem cuidados específicos em relação ao descarte destes.

Esta atividade pode ser iniciada perguntando aos alunos o destino que dão às pilhas e baterias usadas e o que pensam a respeito disso. Após essas discussões, deve ser proposto que busquem em livros, enciclopédias, sites e legislações, previamente selecionados, informações sobre esse conteúdo. Em grupo, devem analisar o material e confeccionar cartazes sobre o tema. Esta etapa permitirá que adquiram conceitos ao mesmo tempo em que exercitam a leitura, a interpretação de texto e o trabalho em equipe.

Caso consiga, será interessante disponibilizar embalagens de pilhas, a fim de que analisem a composição e as orientações que o fabricante dá em relação ao seu uso e descarte - lembrando que existem muitos tipos deste material que estão de acordo com a resolução nº 257, do CONANA.

Para o estudo não assumir um caráter muito abstrato, pode ser interessante a análise da região interna das pilhas e baterias, com auxílio do professor de Química, que poderá frisar aspectos relativos à sua área, enriquecendo o conteúdo.

Por Mariana Araguaia
Graduada em Biologia
Equipe Brasil Escola

Biologia - Estratégias de Ensino - Educador - Brasil Escola

  • sábado | 04/10/2014 | RAIMUNDO

    muito bom

  • sábado | 24/08/2013 | Filipe

    Ótima postagem.

  • segunda-feira | 13/09/2010 | Giuliano

    Muito bom profª Mariana.

Brasil Escola nas Redes Sociais