Cadastre-se

O significado do empuxo

Sabemos que quando um corpo está total ou parcialmente submerso em um fluido em equilíbrio dizemos que esse corpo sofre a ação de uma força vertical, para cima, que chamamos de empuxo e cujo módulo é igual ao peso do fluido deslocado.

Nem sempre somos felizes em levar para os alunos o conceito de empuxo. Muitos ficam “perdidos” quando mencionamos que o empuxo é igual ao peso do líquido deslocado, fato esse que às vezes nem sempre é mencionado de forma correta. Percebemos que diversos alunos gostariam mesmo era de algo que pudessem tocar ou manusear. A fim de levar para o aluno o conteúdo de forma simples e de fácil entendimento, o professor tem que estar preparado para ser agente da aprendizagem e não somente mero transmissor.

O experimento abaixo tem por finalidade levar o assunto para o aluno, de forma simples, através de experimentos de baixo custo. Esse tipo de experimento desperta o interesse por parte de vários alunos, assim é possível que todos eles atuem como produtores do conhecimento.

Podemos intitular o experimento como sendo: Empuxo diferente do peso do fluido deslocado.

A expressão “fluido descolado” se refere, na verdade, a fluido afastado. Assim, quando falamos que um determinado corpo está totalmente ou parcialmente submerso em um fluido estamos dizendo que o corpo deslocou certa quantidade de fluido de volume V, ou seja, o corpo ocupa um volume V anteriormente ocupado pelo fluido. Usualmente afirmamos sobre o Princípio de Arquimedes que “o empuxo é igual ao peso do fluido deslocado”, mas nem sempre isso é verdade.

Podemos demonstrar isso realizando uma simples experiência. Nela poderemos ver que tal afirmação não é sempre verdadeira. Vejamos então os materiais utilizados: um objeto qualquer, dois recipientes plásticos de tamanhos quase iguais e água.

No recipiente maior coloque um pouco de água. Em seguida, como mostra a figura abaixo, coloque o recipiente menor dentro do recipiente maior e, dentro dele, um objeto com peso suficiente para fazer com que o recipiente menor flutue, quase encostando no fundo do recipiente maior.

Recipiente menor dentro do recipiente maior
Recipiente menor dentro do recipiente maior

Você verá que o volume da parte submersa é maior que o volume da água disponível, assim, nesse caso, o empuxo não é igual ao peso do líquido deslocado.

Por Domiciano Marques
Graduado em Física
Equipe Brasil Escola

Brasil Escola nas Redes Sociais