Cadastre-se

O fazer pedagógico e o desenvolvimento da oralidade

 


Trabalhar as diferenças – Uma aptidão necessária


O dom de ensinar é algo magnífico e que pertence somente àqueles que se dedicam com total veemência ao exercício desta laboriosa profissão, pois o contato direto com os “artistas” deste fabuloso espetáculo promove experiências desafiadoras.

E uma delas, e talvez a mais importante, é cultivar a sabedoria em lidar com a heterogeneidade, com o caráter “ímpar” que perfaz os relacionamentos humanos.

Tal afirmativa parte do pressuposto de que o aluno deve ser analisado como um todo, considerando aspectos relevantes que ultrapassam os portões da escola.

Como fator resultante desta peculiaridade, surgem as “desigualdades” geradas no ambiente escolar, tais como a timidez, a dificuldade de aprendizagem, os conflitos decorrentes da indisciplina, entre outras ocorrências.

No intento de superar esses obstáculos é que o educador lança mão de certos artifícios que promovam o sucesso frente aos objetivos pretendidos. E dentre eles, está a proposta de investir em práticas pedagógicas que visem o aprimoramento da oralidade.

Sua importância reside-se no fato de que a maioria dos educandos sentem-se inibidos diante da incumbência de apresentar um trabalho, sugerir novas ideias, apontar possíveis questionamentos com referência em algum conteúdo, como também em participar de discussões coletivas.

Diante disso, o educador poderá usufruir de múltiplas alternativas que contribuirão para amenizar esta problemática, como por exemplo:

# Promover debates acerca de assuntos relacionados à sociedade, às obras literárias pertencentes ao cronograma de leitura durante o ano letivo;

# Sugerir a realização de seminários de acordo com trabalhados previamente solicitados, bem como instigar a apresentação dos mesmos com base em recursos audiovisuais, promovendo uma efetiva participação por parte dos “expectadores”;

# Propor dramatizações a respeito de uma determinada leitura, seja esta um conto, uma fábula, uma crônica do cotidiano, entre outras;

# Proporcionar atividades que abordem o emprego dos diversos gêneros textuais, entre eles, a entrevista, o jornal falado, a reportagem e outros.


Por Vânia Duarte 
Graduada em Letras
Equipe Brasil Escola

Português - Estratégias de Ensino - Educador - Brasil Escola

Brasil Escola nas Redes Sociais