Cadastre-se

O conceito de classe social


As formas de organizar a sociedade são estabelecidas por meio de diferentes critérios.

Ao longo de sua vivência no meio familiar e escolar, a criança vive experiências cotidianas onde percebe alguns tipos de distinção social. O apelo dos meios de comunicação e os padrões apreendidos em diferentes situações acabam demonstrando para as crianças de que maneira as pessoas se distinguem por meio da aquisição de bens materiais. Com o passar do tempo, a dicotomia entre “pobres” e “ricos” incute uma visão dicotômica nem sempre levada para o ambiente escolar.

Os conceitos de pobreza e riqueza podem ser debatidos em sala de aula como formas de iniciar uma aula sobre a organização da sociedade. De maneira bastante simples o professor pode pedir para que os alunos opinem sobre quais as características capazes de diferenciar um rico de um pobre. Além disso, podemos questionar se existe alguma forma para que uma pessoa considerada pobre venha a se tornar rica.

Ao estabelecer essa conceituação baseada na fala dos alunos, podemos pensar se todas as sociedades se dividiam através deste mesmo critério calcado na posse do dinheiro e propriedades. Dessa forma, o professor tem condições de estabelecer quais foram as outras formas de organização social experimentadas pelo homem ao longo da história. Desta maneira, podemos visualizar como os critérios para se definir uma classe podem levar em consideração diferentes critérios.

Para deixar de maneira mais clara esse critério múltiplo que perpassa a definição das classes sociais, o professor pode lançar um exemplo bastante válido. De forma bastante simples, o professor questiona aos alunos quais são as profissões mais e menos prestigiadas da atualidade. Depois de anotar quais foram as profissões mais recorrentes na fala dos alunos, podemos tentar questionar por que essas profissões escolhidas são consideradas importantes.

Entre todas as carreiras destacadas coloque em ênfase a escolha daquelas profissões onde a questão financeira entra em destaque. Dessa maneira, podemos vislumbrar de que maneira a nossa sociedade também visualiza uma forma de distinção social onde determinadas profissões são consideradas melhores por meio da implicação financeira vinculada ao exercício de determinada atividade. Com isso, o professor demonstra que nossa sociedade emprega diferentes critérios de distinção.

Depois disso, podemos demonstrar quais são as outras formas de organização social experimentadas. Utilizando alguns documentos distribuídos entre os alunos, pode-se mostrar qual o critério utilizado por outras sociedades em sua organização. Preferencialmente, podemos abordar que a organização feudal utilizava a questão do nascimento para diferenciar os camponeses, dos nobres e clérigos.

Para finalizar essa discussão, podemos demonstrar que as organizações sociais podem ser distintas e diferentes nas formas de reação contra as distinções sociais. Demonstrando essas questões, é possível demonstrar aos alunos como as formas de se organizar a sociedade podem sofrer transformações ou que nenhuma delas pode ser vista como uma forma natural de ordenar os grupos humanos.

Por Rainer Sousa
Graduado em História
Equipe Brasil Escola

História - Estratégias de Ensino - Educador - Brasil Escola

Brasil Escola nas Redes Sociais