Cadastre-se

Músicas ambientais


Erasmo e Roberto Carlos: compositores de uma excelente música, chamada “As Baleias”.

O tema meio ambiente, felizmente, está muito em voga nos dias atuais. No entanto, muitas vezes em razão dos discursos repetitivos e simplistas, que veem somente na reciclagem a solução de todos os problemas; nem sempre os alunos, e a sociedade de uma forma geral, têm a oportunidade de refletir sobre tais questões. O que parece é que basta jogar o seu lixo no recipiente correto para que sua parte esteja feita, e receba a isenção de qualquer outra responsabilidade.

Por outro lado, nem sempre o discurso do “faça a sua parte” é atrativo, já que requer reflexões que, nem sempre, os interlocutores estão dispostos a fazer. Assim, corre-se o risco de serem apenas palavras... ao vento.

Considerando os aspectos citados, esse texto tem o objetivo de listar algumas canções que podem ser utilizadas para a sensibilização ambiental; e que podem ser utilizadas em diversos contextos, como para serem tocadas antes de um evento da escola, para atividades de interpretação de texto, encerramento de uma aula ligada ao tema, entretenimento; ou mesmo sendo lançado um desafio para que seja feito um festival de músicas ambientais, nas quais estas podem ser apresentadas pelos alunos, seja cantando, tocando, ou mesmo por meio de recitações ou ilustrações gráficas.
 

Abaixo, algumas delas:
 

- Absurdo, de Vanessa da Mata: Aqui, a cantora mato-grossense aponta o comportamento autodestrutivo humano que, ao prejudicar a natureza, prejudica a si mesmo – já que fazem parte do mesmo conjunto, das mesmas interações, do mesmo planeta.

- Sobradinho, de Sá e Guarabyra: Essa música, escrita por dois dos principais nomes do rock rural se inicia assim “O homem chega e já desfaz a natureza/Tira a gente põe represa, diz que tudo vai mudar”. Sobre isso, há muita coisa para se trabalhar...

- O Autor da Natureza, de Zé Vicente da Paraíba, Passarinho do Norte e Bráulio Tavares: Esta música fala bastante da biodiversidade e suas peculiaridades.

- Xote Ecológico, de Luiz Gonzaga: Em ritmo muito animado, essa música fala sobre a destruição dos recursos naturais do planeta e seu impacto.

- Terra, de Caetano Veloso: Essa canção é muito bela, e mais parece uma declaração para o nosso planeta.

- Planeta Azul, de Xororó e Aldemir: Além de falar sobre a poluição provocada pelo homem, essa música sugere também pontos interessantes para serem abordados, no que diz respeito às inversões climáticas.

- O Sal da Terra, de Beto Guedes e Ronaldo Bastos: Também muito bonita e profunda; essa música reconhece a ganância humana, e a necessidade de se banir a opressão, e resgatar o amor.

- Planeta Água, de Guilherme Arantes: De forma muito profunda, fala da água e da sua presença em diversas situações, tanto boas quanto ruins.

- As Baleias, de Roberto e Erasmo Carlos: Essa música fala da extinção provocada pelas ações descabidas do homem, como a caça. Excelente material para levantar outras atividades humanas que provocam a extinção de espécies. Esta seção e este texto podem ajudar em alguma futura atividade com os alunos.


Há também algumas mais direcionadas às crianças, como:
 

- Natureza Mãe, de Eliana: A ex-apresentadora infantil interpreta, nessa música, informações muito relevantes que, tal como em O Sal da Terra, mostra a importância da união para melhorarmos o planeta em que vivemos.

- Planeta Azul, de Mara Maravilha: Além de essa canção considerar os aspectos levantados na música do tópico anterior, fala-se na evolução, o que é um aspecto completamente relacionado à biodiversidade.
 

Por Mariana Araguaia
Bióloga, especialista em Educação Ambiental
Equipe Brasil Escola

Biologia - Estratégias de Ensino - Educador - Brasil Escola

  • sábado | 01/03/2014 | Luiz de Melo F...

    Este material é muito bom! A música, na minha opinião, ainda é a melhor ferramenta para se conscientizar e sensibilizar o homem.

  • segunda-feira | 13/06/2011 | Berta Santana ...

    Só acrescentar as músicas: O Progresso de Roberto Carlos; Louvor a Chico Mendes de Simone; Tempo Rei de Gilberto Gil.

Brasil Escola nas Redes Sociais