Cadastre-se

Metodologias do inglês


A metodologia de ensino adotada influencia o aprendizado!

O ensino de inglês já passou por diversas metodologias: tradicional, direta, audiolingual e sociointeracionista.

Alguns métodos ainda refletem hoje em dia nas salas de aula. Não é porque novas abordagens surgiram que as técnicas antigas deixaram de existir. Muito pelo contrário, nas salas de aula, seja de escolas regulares ou de idiomas, ainda encontramos todas as metodologias estudadas e empregadas.

Vejamos cada uma das abordagens teóricas separadamente. Nisto, o professor pode aproveitar para checar qual escolheu para trabalhar com suas turmas.

• Tradicional – Metodologia mais antiga, usada para ensinar grego e latim. Consiste no ensino da gramática normativa e no incentivo à tradução literal. É trabalhada através da tradução de palavras de um texto ou de todo corpo textual, da memorização das regras gramaticais e do vocabulário aprendido. O professor é enfatizado como o detentor do saber.

• Direta – Em contraposição com a fase anterior, esta metodologia justificava que o aprendizado da nova língua era obtido por meio do contato direto com a mesma e com a exclusão da língua materna como ponto de apoio ou comparação. Usava-se imagens, gestos e simulações para que houvesse entendimento. O professor continua sendo a fonte de conhecimento.

• Audiolingual – Também chamado de áudio-oral, este método surgiu pela necessidade americana de comunicação durante o período da Segunda Guerra Mundial, quando os soldados que estavam a frente da batalha tiveram que aprender línguas europeias. Trazida para a sala de aula, esta metodologia dá enfoque na audição e fala, ou seja, no ouvir e falar e somente depois na leitura e escrita. Acredita-se que a língua é um hábito que se adquire através da fala, em um processo mecânico de estímulo e resposta, onde as respostas certas são reforçadas e as erradas simplesmente ignoradas. As regras aqui dão lugar aos exemplos e modelos corretos que deveriam ser seguidos. A aquisição da língua vinha por intermédio da repetição e memorização. Ou seja, as estruturas (modelos) apresentadas eram repetidas oralmente, a fim de serem totalmente memorizadas. O professor continua sendo o centro, pois é considerado o mediador do ensino e aprendizagem.

• Sociointeracionista – É a metodologia mais atual e pode surgir como sociocultural ou comunicativa. Esta abordagem, defendida pelos PCNs (Parâmetros Curriculares Nacionais) para o ensino de língua estrangeira, visa desenvolver a competência linguística através da comunicação, da troca de experiência, da relação construída por meio do convívio entre os seres. Enfatiza situações reais condicionadas ao uso da segunda língua e parte do princípio da reflexão ao utilizar diferentes gêneros textuais.

E então, qual dos métodos acima você, professor, utiliza na sala de aula? Independente da resposta, o importante é que a turma esteja evoluindo em seu nível de aprendizado.

Por Sabrina Vilarinho
Graduada em Letras Português e Inglês
Equipe Brasil Escola

Inglês - Estratégias de ensino - Educador - Brasil Escola

Brasil Escola nas Redes Sociais