Cadastre-se

Medidas de Comprimento

Uma situação prática relacionada ao nosso cotidiano inclui as medidas de comprimento, elas estão presentes de forma contundente, o uso de uma simples régua requer conhecimentos do sistema métrico. Determinadas profissões exigem conhecimento detalhado dos procedimentos de medidas, entre alguns profissionais podemos destacar: engenheiro, pedreiro, pintor, serralheiro, marceneiro, comerciante de tecidos, costureiro, alfaiate, entre outros. Medir significa conferir uma grandeza com uma unidade de referência de mesmo padrão.

Compete ao profissional da educação ensinar aos alunos as formas corretas de comparação, de modo que o aluno saiba identificar qual unidade irá usar de acordo com determinada situação. Na compra de uma régua escolar devemos destacar o uso do centímetro, já na compra de um tecido a unidade recomendada é o metro. Se desejarmos estabelecer a distância entre duas cidades, a melhor unidade será o quilômetro. Outra importante unidade de medida de comprimento é o milímetro, usado para designar objetos de pequenas dimensões, como, por exemplo, um parafuso, uma porca (peça de ferro movediça que segue acoplada ao parafuso).

Pesquise e relate aos educandos a história das medidas de comprimento, o surgimento se deu a partir do momento que o homem deixou de ser nômade (não possuía local fixo para moradia), e constatou a necessidade de medir a dimensão de suas terras e construções.

Fale sobre o SI (Sistema Internacional de Unidades), que tem o objetivo de padronizar as unidades de medição. Estabeleça critérios para as conversões de medidas, quantos metros possui o quilômetro, quantos centímetros possui o metro, quantos milímetros possui o centímetro, essas transformações poderão ser apresentadas em uma tabela de conversões, facilitando a observação e assimilação das transformações por parte dos alunos.

Tabelas de conversão de medidas:

Por Marcos Noé
Graduado em Matemática
Equipe Brasil Escola

Matemática - Estratégias de Ensino - Educador - Brasil Escola

  • segunda-feira | 28/10/2013 | felipe

    eu gostei

Brasil Escola nas Redes Sociais