Cadastre-se

Germinação

A germinação ocorre quando as sementes se encontram em condições ambientais favoráveis, originando uma nova planta.

A germinação é uma sequência de eventos fisiológicos influenciados por fatores ambientais
A germinação é uma sequência de eventos fisiológicos influenciados por fatores ambientais

A germinação é o processo de crescimento de uma planta a partir da semente, que se encontra em estado de latência até que encontre condições ambientais adequadas para germinar. Dentre os principais fatores que afetam a germinação, podemos citar a temperatura, a disponibilidade de água, oxigênio e luz. Algumas sementes germinam assim que encontram as condições ambientais necessárias; já outras sementes, mesmo em condições ambientais favoráveis, não conseguem germinar, sendo por isso consideradas dormentes.

A dormência é um processo de evolução das espécies vegetais em relação aos fatores ambientais, sendo que, com isso, conseguem distribuir a germinação de suas sementes ao longo do tempo. Para o homem, a dormência das sementes não é viável, pois impede a germinação uniforme e contribui para o aparecimento de plantas daninhas.

A partir da atividade proposta a seguir, o professor pode trabalhar com seus alunos a germinação e as melhores formas de quebrar a dormência das sementes.

Material necessário

- Solução de ácido sulfúrico a 1%;

- Água;

- Filme plástico de PVC;

- Caneta de retroprojetor;

- 1 lápis;

- 1 coador;

- Lixa de unhas;

- 2 potinhos plásticos transparentes e sem tampa;

- 4 placas de Petri;

- 8 folhas de papel filtro;

- 8 sementes de cada tipo (milho, girassol, feijão e flamboyant).

Fazendo a experiência

- Separe as sementes em quatro grupos, de forma que cada grupo contenha duas sementes de girassol, duas sementes de milho, duas sementes de feijão e duas sementes de flamboyant;

- Cada grupo receberá um tratamento diferente. O primeiro grupo receberá o tratamento um, que consiste em colocar todas as sementes em um potinho com água fervente por 10 minutos;

- O segundo grupo de sementes receberá o tratamento dois, que consiste em colocar as sementes em um potinho com solução de ácido sulfúrico 1% por 30 minutos;

- O terceiro grupo de sementes receberá o tratamento três. Nesse tratamento, as sementes deverão ser lixadas até que um pedaço da casca externa seja retirado;

- As sementes do grupo quatro não serão submetidas a nenhum tipo de tratamento;

- Utilizando o coador, lave as sementes que estavam imersas em ácido sulfúrico 1% em água corrente;

- Coloque as sementes sobre o papel absorvente para secar;

- Com a caneta para retroprojetor, escreva em cada uma das quatro placas de Petri os diferentes tratamentos utilizados;

- Forre a parte interior das placas com duas folhas de papel filtro e com um lápis divida a folha em quatro quadrantes, escrevendo, em cada um deles, “feijão”, “milho”, “girassol” e “flamboyant”;

Figura ilustrando como deve ser dividida a placa de Petri

- Em seguida, umedeça o papel filtro tomando muito cuidado para não encharcá-lo;

- Coloque duas sementes de cada tipo em cada quadrante da placa, tampando-a com o filme plástico. Repita esse procedimento com todos os tratamentos;

- Durante uma semana, peça para que os alunos registrem em uma tabela (como a ilustrada abaixo) todas as transformações ocorridas com as sementes nas quatro placas.

Tratamentos

Número de sementes germinadas

1° dia

2° dia

3° dia

4° dia

Total

Girassol

 

Água quente

 

 

 

 

 

Ácido

 

 

 

 

 

Lixa

 

 

 

 

 

Grupo controle

 

 

 

 

 

Feijão

Água quente

 

 

 

 

 

Ácido

 

 

 

 

 

Lixa

 

 

 

 

 

Grupo controle

 

 

 

 

 

Milho

Água quente

 

 

 

 

 

Ácido

 

 

 

 

 

Lixa

 

 

 

 

 

Grupo controle

 

 

 

 

 

Flamboyant

Água quente

 

 

 

 

 

Ácido

 

 

 

 

 

Lixa

 

 

 

 

 

Grupo controle

 

 

 

 

 

A partir das informações obtidas, peça aos alunos que comparem o que aconteceu com cada semente nos diversos tratamentos feitos. Em seguida, eles devem explicar qual tratamento feito na atividade proposta se assemelha ao que ocorre na natureza. Nesse momento, o professor pode discutir com os alunos quais são as formas que a natureza utiliza para quebrar a dormência das sementes e dar continuidade ao seu desenvolvimento.


Por Paula Louredo
Graduada em Biologia

Brasil Escola nas Redes Sociais