Cadastre-se

Estouro da pipoca e pressão de vapor


Por que milho vira pipoca?

Qual a relação entre pressão de vapor e pipoca? A resposta a esta pergunta esclarece por que o milho para pipoca estoura e se faz um excelente contexto para exemplificar a influência da pressão de vapor nas substâncias.

Comecemos por definir Pressão de vapor: é a relação entre a força exercida na direção perpendicular sobre uma dada superfície e a área dessa superfície.

E como o conceito acima se aplica ao grão de milho? O interior do grão (endosperma) contém amido e cerca de 12% de água. O exterior do grão (pericarpo) apresenta grande resistência mecânica, é uma capa protetora bem dura. Sendo assim, como é possível que ela estoure?

Quando um grão de milho é aquecido sua umidade interna é convertida em vapor, em dado momento o vapor se expande e tenta sair. As moléculas se movimentam com tanta rapidez no interior do milho que pressionam fortemente as paredes resistentes, até que elas se rompem: é nessa hora que os grãos de milho explodem.

O pericarpo atua como uma panela de pressão, evitando a saída do vapor de água até que certa pressão limite seja atingida. A parte branca que chamamos de pipoca, nada mais é do que o amido do endosperma.

Para demonstrar o conteúdo em sala de aula será muito fácil e prazeroso, só é preciso preparar a guloseima.

Ingredientes

Milho para pipoca
Panela de vidro com tampa
Óleo e sal

Procedimento: Coloque o milho na panela e adicione óleo e sal, leve ao aquecimento e aguarde para que os grãos de milho comecem a inchar, neste momento tampe a panela para que as pipocas não sejam lançadas para fora.

Questione a turma: Por que o milho fica inchado? A resposta a essa pergunta se baseia na explicação acima, a expansão do vapor d’água dentro do grão faz com que suas paredes estourem. Que tal realizar um festival de pipocas? Uma boa aula e bom apetite!

Observação: A pipoca poderia ser preparada no micro-ondas, mas desta forma não seria possível acompanhar o processo de expansão do milho.

Por Líria Alves
Graduada em Química
Equipe Brasil Escola

Veja mais! 

Clorofórmio e pressão de vapor 


Química - Estratégias de Ensino - Educador - Brasil Escola

Brasil Escola nas Redes Sociais