Cadastre-se

Aula sobre correntes marítimas


As principais rotas das correntes marítimas do mundo.

O estudo acerca dos oceanos e mares se dá, geralmente, no sexto ano do ensino fundamental, desse modo, existem subdivisões desse conteúdo que são essenciais à sua abordagem, uma delas diz respeito às correntes marítimas.

Diante dessa afirmativa, o professor de Geografia deve, quando for ministrar esse conteúdo, explicitar acerca do significado de correntes marítimas, falando que esse termo designa enormes “bolsões” de águas oceânicas que migram para muitos rumos.
É preciso explicar para os alunos que no decorrer desse deslocamento as correntes marítimas não se misturam com as outras águas ao seu redor, por essa razão consegue preservar aspectos particulares, tais como cor, temperatura e salinidade.

É indispensável que o professor ressalte que a origem das correntes ocorre, segundo estudos recentes, pela força dos ventos, incluindo ainda a influência do processo de rotação terrestre, que faz com que em cada hemisfério (norte e sul) os bolsões desloquem por rumos opostos (por exemplo: hemisfério norte - sentido horário e hemisfério sul - sentido anti-horário).

O professor de Geografia deve elucidar que existem dois tipos de correntes marítimas, as quais se distinguem a partir da temperatura e do lugar de onde originou, diante disso, elas podem ser: correntes quentes e correntes frias.

O educador tem a incumbência de informar aos alunos que as correntes quentes originam-se na zona tórrida (intertropical) do planeta e deslocam rumo às zonas polares; já as correntes frias surgem nas zonas polares e seguem para a zona tórrida.

Professor, esse texto é um ponto de partida para o desenvolvimento do conteúdo, outras informações de seu interesse podem ser acrescentadas.

Por Eduardo de Freitas
Graduado em Geografia
Equipe Brasil Escola

Geografia - Estratégias de Ensino - Educador

Brasil Escola nas Redes Sociais