Cadastre-se

Atividades lúdicas no ensino da matemática

Jogos para o ensino de conceitos matemáticos
Jogos para o ensino de conceitos matemáticos

 

Toda criança adentra o ambiente escolar com um conhecimento prévio, algo que ela traz de sua pequena experiência de vida. Se for feita uma análise em todo o desenvolvimento cognitivo dos alunos fora do ambiente escolar, será visto o quanto as atividades lúdicas são inerentes ao dia a dia dos alunos. Assim, ressalta Grando (2000, pg. 1), “as atividades lúdicas são inerentes ao ser humano [...]. Se observarmos nossas atividades diárias, identificaremos várias atividades lúdicas sendo realizadas”.

Um fato que não se pode negar é o de que o ensino dos conceitos matemáticos é desgastante e necessita da participação dos alunos.

De tal maneira, alguns momentos podem ser trabalhados através das atividades lúdicas, de forma descontraída e que colabore para a construção dos conhecimentos matemáticos. Pois, ao brincar, a criança age conforme suas tendências internas, por meio de estímulos e interesses próprios, desvencilhando-se de ações programadas por acontecimentos e objetos externos.

Para que seja possível realizar uma proposta que busque o desenvolvimento do raciocínio lógico, da criatividade e de outras áreas cognitivas, é necessário que o professor adapte esta proposta à realidade do aluno, a fim de evitar a mesmice do quadro e giz.

Entretanto, assim como qualquer atividade a ser feita pelo professor, uma aula que utilize uma atividade lúdica necessita de uma grande reflexão quanto ao que será trabalhado, afinal esta atividade deve se adequar à realidade social e cognitiva dos alunos, pois utilizar um recurso de forma que os alunos fiquem sem saber o que deve ser feito ou como proceder, torna-se uma atividade puramente aleatória.

Ao se focar nas atividades lúdicas em geral, uma vez que estas abrangem muitas áreas, escolha aquela que as crianças mais utilizam no decorrer de sua formação: os jogos.

Para auxiliar aqueles que almejam propor uma aula diferenciada, cabe a leitura do livro de Isabel Lara, Jogando com a Matemática de 5ª a 8ª série, que mostra diversos jogos matemáticos que podem ser adaptados para inúmeras situações e conceitos matemáticos diferenciados, além de ressaltar alguns cuidados importantes na elaboração de uma atividade lúdica utilizando jogos.

No livro citado, a autora relaciona alguns cuidados importantes na escolha dos jogos:

- não tornar o jogo algo obrigatório;
- escolher jogos em que o fator sorte não interfira nas jogadas, permitindo que vença aquele que descobrir as melhores estratégias;
- utilizar atividades que envolvam dois ou mais alunos, para oportunizar a interação social;
- estabelecer regras, que podem ou não ser modificadas no decorrer de uma rodada;
- trabalhar no aluno a frustração pela derrota, no sentido de minimizá-la;
- estudar o jogo antes de aplicá-lo.


Algo que deve ser relembrado é que a atividade lúdica não fará parte por completo de todo o processo de ensino e aprendizagem. Ela será uma ferramenta utilizada de forma a proporcionar uma aproximação dos alunos com a matemática, colaborando na relação professor-aluno.

Por Gabriel Alessandro de Oliveira
Graduado em Matemática
Equipe Brasil Escola
 

Matemática - Estratégias de Ensino - Educador Brasil Escola

 

Brasil Escola nas Redes Sociais