Cadastre-se

A Bomba de Hiroshima

Observe na imagem (acima no centro) o formato de uma Rosa
Observe na imagem (acima no centro) o formato de uma Rosa

O lançamento da bomba de Hiroshima simbolizou, dentro da história, um dos episódios finais da Segunda Guerra Mundial. O Japão resistia copiosamente ao avanço norte-americano das mais variadas formas. Com o intuito de apressar a rendição japonesa e demonstrar ao mundo o poder bélico estadunidense, um bombardeiro B-29 lançou uma bomba atômica à base de urânio que explodiu a 580 metros de altitude de Hiroshima, no dia 06 de agosto de 1945, às 8 h e 15min. Oitenta mil pessoas morreram, as que sobreviveram a esse monstruoso ataque foram obrigadas a conviver com o caos e as terríveis sequelas da radiação nuclear. 

Dentro desse aniquilador contexto histórico, Vinicius de Moraes compôs o poema Rosa de Hiroshima, certamente como forma de denúncia social e como expressão da sua revolta pelos horrores causados na população de Hiroshima. O poema Rosa de Hiroshima foi musicado e interpretado por vários artistas, sendo um deles o cantor Ney Mato Grosso. O uso do poema em sala de aula é uma excelente estratégia de ensino e abordará aspectos da história sobre a Segunda Guerra Mundial e o lançamento da bomba de Hiroshima.

Sugiro também ao professor a leitura do texto Projeto: bomba atômica, a leitura do projeto propõe um trabalho multidisciplinar interessante que alcançará as disciplinas voltadas para as ciências humanas, sociais e exatas. 

Rosa de Hiroshima (Vinicius de Moraes)
Composição: Gerson Conrad

Pensem nas crianças
Mudas telepáticas
Pensem nas meninas
Cegas inexatas
Pensem nas mulheres
Rotas alteradas
Pensem nas feridas
Como rosas cálidas
Mas, oh, não se esqueçam
Da rosa da rosa
Da rosa de Hiroshima
A rosa hereditária
A rosa radioativa
Estúpida e inválida
A rosa com cirrose
A anti-rosa atômica
Sem cor sem perfume
Sem rosa, sem nada

• Trabalhe o poema em formato musical e distribua a letra da música para cada aluno, dessa forma ele escutará a canção e acompanhará a letra, isso evitará que o seu aluno fique perdido ou disperso.
• Ajude-os a interpretar a música, mostrando a riqueza da composição e dos recursos estilísticos do autor.
• Mostre imagens do lançamento da bomba de Hiroshima.
• Distribua dicionários.
• Trabalhe a interpretação do poema de forma que os alunos compreendam o sentido denotativo e conotativo dos fragmentos poéticos.
• Peça aos seus alunos para associarem (verbalmente) a música poema com o lançamento da bomba de Hiroshima, questionando-os:  

1. O que significa o título do poema Rosa de Hiroshima?  
2. Vinicius, no poema, pede Pensem nas crianças, nas mulheres, nas feridas. O que ele quer dizer? 
3. Existe alguma relação entre as sequelas deixadas pela radiação e alguma parte do poema? Se sim, explique. 
4. O racismo teria contribuído para o lançamento das bombas sobre o Japão? 
5. O lançamento da bomba de Hiroshima representava o quê para os norte- americanos? 
6. O Japão suportaria uma invasão norte-americana massiva? Justifique. 
7. O lançamento da bomba foi uma demonstração de poder estadunidense?

Atenha-se para que os questionamentos não fiquem soltos e a aula desordenada. 
Depois de todo o debate, divida os alunos em dupla e peça uma pesquisa sobre como está Hiroshima hoje. A pesquisa será entregue em dia estipulado pelo professor e deverá constar toda referência bibliográfica usada.

Por Lilian Aguiar
Graduada em História

Brasil Escola nas Redes Sociais